Ciclismo Indoor

“Ciclismo Indoor” define pernas e bumbum e aumenta a resistência: Pegar pesado no “Ciclismo Indoor” traz resultados garantidos.

Conhecido como o “detonador de calorias”, o “Ciclismo Indoor” é uma das aulas mais disputadas das academias. E não é por menos. Ele queima gorduras, fortalece os músculos e, de quebra, aumenta a resistência cardiovascular e respiratória.

O gasto energético varia de 500 a 700 calorias por hora, dependendo da intensidade da aula e do condicionamento físico do praticante. “O emagrecimento é realmente o grande benefício que este exercício proporciona”, explica Jean Carlo, professor da Reebok Club.

Ele ressalta outros benefícios da prática regular de “Ciclismo Indoor”, como a ativação cardiorrespiratória, o, fortalecimento dos membros inferiores (pernas e glúteos), do abdômen e da região lombar. “A atividade contribui ainda para a redução do colesterol, da pressão arterial, ajuda no controle do diabetes e diminui o risco de doenças coronarianas”, completa Jean.

Com tantos benefícios, é de se entender porque o “Ciclismo Indoor” se consagrou no horário nobre da academia. Se você está começando agora, a dica é usar uma bermuda acolchoada, ou levar um banco de gel. O selim da bicicleta é muito duro e estreito para quem não está acostumado.

Hora de regular a bike

Primeiro, coloque o banco na altura dos seus ossinhos do quadril. Depois, certifique-se que ele não está muito para frente nem para trás. Para isso, sente-se no banco, com os pés paralelos ao chão, e veja se seus joelhos ficam alinhados com o tornozelo. Regular o guidão também é fácil. A distância dele para o banco deve ser do mesmo comprimento do seu antebraço, com os dedos estendidos. Lembrando que o guidão deve ficar sempre mais alto que o banco. Depois, suba na bike e verifique se falta algum ajuste. E lembre-se: a maior parte das lesões está relacionada à má regulagem do equipamento.